Revista Raízes - Sempre perto de si.|Terça-feira, Setembro 19, 2017
Você está aqui: Início » Tema Especial » Amêndoa Coberta de Moncorvo a um passo de conseguir IGP
  • Procure um artigo

Amêndoa Coberta de Moncorvo a um passo de conseguir IGP 

IMG_4558

Desconhece-se a origem concreta da Amêndoa Coberta de Moncorvo, alguns autores remontam à origem judaica no concelho. O que é certo é que este produto é o ex-libris da vila de Torre de Moncorvo e que o processo de Indicação Geográfica Protegida (IGP) está quase concluído.

A IGP é uma certificação oficial regulamentada pela União Europeia atribuída a produtos gastronómicos ou agrícolas tradicionalmente produzidos numa região e que garante que os produtos foram produzidos na região que tornou conhecidos e cujas características, qualidade e modos de confecção estejam de acordo com as tradições que os fizeram famosos.

No caso da Amêndoa Coberta de Moncorvo este processo foi iniciado pela Confraria da Amêndoa do Douro Superior mas passado quase um ano foi-lhes dito que a Confraria não podia ser a promotora dessa candidatura. Foi exigido que a candidatura fosse submetida por um agrupamento de produtores de amêndoa e de amêndoa coberta de Moncorvo. “Esse agrupamento foi criado e pegando no que a Confraria já tinha elaborado submeteu a candidatura,             embora, todos os dias apareça uma burocracia nova. Com o apoio do Gabinete ao Investidor da Câmara Municipal de Moncorvo já estamos quase no fim do processo e conto que ainda este ano a Amêndoa Coberta de Moncorvo tenha IGP”, refere o vice Grão-mestre da Confraria da Amêndoa do Douro Superior, Joaquim Morais.

Reportagem para ler na íntegra na edição impressa.

Adicionar comentário