Revista Raízes - Sempre perto de si.|Sexta-feira, Dezembro 15, 2017
Você está aqui: Início » Transmontanos Mundo Fora » Amor à ciência levou Margarida a Nova Iorque
  • Procure um artigo

Amor à ciência levou Margarida a Nova Iorque 

ny1

Margarida Ferreira nasceu na cidade de Mirandela em 1983. Foi cedo que nasceu o gosto pela ciência. “Desde pequena sempre tive o fascínio por laboratórios e ciência, e acho que o bichinho surgiu quando os meus pais me ofereceram um microscópio”, conta a transmontana que vive em Nova Iorque desde Março do ano passado.
Foi na cidade de Coimbra que fez a sua licenciatura e mestrado em Bioquímica. “Mais tarde foi também em Coimbra que fiz o doutoramento em Ciências da Saúde na Faculdade de Medicina”, conta.

Investigação em oncologia

Foi após o mestrado que surgiu a oportunidade de Margarida Ferreira cumprir este sonho de criança. “Após o meu mestrado surgiu a oportunidade de trabalhar dois anos num laboratório de diagnóstico e investigação em oncologia. Aí desenvolvi o meu gosto por investigação em cancro. Depois concorri a uma bolsa mista de doutoramento, fui aceite e comecei um doutoramento misto em Coimbra e em Zurich. Assim que acabei mudei-me de imediato para Nova Iorque para dar início ao meu pós-doutoramento em onco-hematologia no Albert Einstein College of Medicine”, explica Margarida.

Reportagem para ler na íntegra na edição impressa.

Adicionar comentário