Ao Centro Interpretativo do Porco e do Fumeiro

Visitámos o Centro Interpretativo do Porco e do Fumeiro na vila de Vinhais, no distrito de Bragança. Este é um espaço privilegiado de demonstração e preservação de conhecimento, prácticas, objectos e actividades relacionadas com o porco e também  com o fumeiro.

O Centro Interpretativo do Porco e do Fumeiro fica situado no Largo do Arrabalde, em Vinhais, bem próximo das muralhas do antigo castelo. Aqui está garantida uma verdadeira viagem pelo conhecimento e aprendizagem sobre o porco e sobre o  fumeiro. Desde o nascimento do porco, à alimentação, à preparação da matança até ao fumeiro, o Centro Interpretativo do Porco e do Fumeiro dispõe de diversas ferramentas diversas, atractivas e funcionais, de fácil utilização e interactivas. Neste centro conseguimos compreender vários elementos museológicos associados ao porco, desde objectos até elementos gráficos, iconográficos, literários e musicais. Elementos que nos ajudam a conhecer melhor a raça de uma forma divertida e muito apelativa para os mais novos porque para além do conhecimento adquirido sobre a matéria conseguimos ter nesta visita uma experiência cultural rica e atractiva e, ao mesmo tempo, uma experiência lúdica e sensorial
Conhecer, explorar, aprender e até  brincar é tudo que pode fazer no Centro Interpretativo do Porco e do Fumeiro, que desta forma assegura a transmissão para as novas gerações da história e da importância do porco e do fumeiro nesta vila.

 

Aqui encontra o Porco nos seus múltiplos aspectos:

O Curral

Existe um espaço rural que simula uma loja ou curral com os alimentos tradicionais recolhidos. Também conseguimos perceber o efeito dos alimentos na qualidade da carne e na criação de raças.

Capador, veterinário e matão

É também possível conhecer a  função do capador (a flauta de Pan – gaita de capador) e do veterinário com a presença de alguns objectos veterinários. Outra figura é o matador ou também conhecido como o matão, as facas, alguidares de barro, as carquejas, o colmo, as giestas, a padiola ou grade, pedras ásperas, sachos, foices ou outros materiais de corte, pedra de raspar ou de amolar as facas e a salgadeira.

Gastronomia
O unto, os salpicões, os presuntos, as chouriças, a carne que vai para a salgadeira, percebemos todos os alimentos que resultam do porco e a importância que tem na cozinha portuguesa.

Para os mais novos
Também as crianças dispõem neste espaço de vários elementos divertidos e pedagógicos que serão sem dúvida muito apreciados como a história dos três porquinhos e o lobo mau, há uma adivinha e até  uma canção.

Por Joana Gonçalves

A Raízes – Trás-os-Montes e Alto Douro em Revista é um projecto editorial generalista, de âmbito regional, cuja publicação periódica é mensal.

LER MAIS

SIGA A REVISTA RAÍZES NAS REDES SOCIAIS