André Teixeira tem 32 anos e é natural de Rendufe, no concelho de Valpaços e decidiu apostar numa produção de Bagas de Goji. A Raízes foi conhecer esta produção.

 

“O Cantinho da Terra” é um projecto inovador de produção de Goji, o seu mentor André Teixeira diz ter uma ligação muito forte com a terra apesar de não ser só agricultor. “Sou professor de Pilates e concilio com uma licenciatura em Engenharia Agronómica que frequento em Vila Real”, refere André que tem a sua exploração em Rendufe, freguesia de Santa Maria de Émeres (Valpaços).

O jovem quis regressar à terra e trabalhar na agricultura como a família sempre fez, no entanto quis trazer alguma inovação para a região. “Como sou professor e trabalhava no ramo do exercício/saúde e sempre fui muito curioso relativamente a hábitos alimentares, super-alimentos e terapias não convencionais, havia um grupo de alimentos que achava muito interessantes mas o Goji foi aquele que em termos climáticos melhor parecia ser compatível com os nossos terrenos e temperaturas”, explica André.
O “Cantinho da Terra” está a conseguir ter o sucesso desejado segundo o agricultor. No primeiro ano de produção pudemos apenas provar as bagas e perceber que além de serem um verdadeiro alimento-medicamento eram também muito saborosas”, explica. Conseguiram criar uma rede de venda na zona norte de Portugal e venderam os 300kg de bagas que colheram.

Além de alargar os pontos de venda e o interesse nas Bagas de Goji André pretende também fornecer plantas para novas plantações em todo o país. ”Teríamos todo o interesse que houvesse pessoas na nossa zona que quisessem também avançar com plantações para podermos ter mais alguma representatividade na nossa região”, desafia o jovem
O “Cantinho da Terra” comercializa principalmente em lojas de produtos biológicos, frutarias e lojas de produtos gourmet.

Por Joana Gonçalves

A Raízes – Trás-os-Montes e Alto Douro em Revista é um projecto editorial generalista, de âmbito regional, cuja publicação periódica é mensal.

LER MAIS

SIGA A REVISTA RAÍZES NAS REDES SOCIAIS