Revista Raízes - Sempre perto de si.|Terça-feira, Setembro 19, 2017
Você está aqui: Início » O que se passa em Trás-os-Montes e Alto Douro » “D. Dinis: Ferro e Ferrarias no Seu Tempo” é o tema da edição deste ano da Feira Medieval de Torre de Moncorvo
  • Procure um artigo

“D. Dinis: Ferro e Ferrarias no Seu Tempo” é o tema da edição deste ano da Feira Medieval de Torre de Moncorvo 

IMG_6888

De 31 de Março a 2 de Abril Torre de Moncorvo regressa à idade média e ao reinado de D. Dinis com o tema ferro e ferrarias no seu tempo.
Nesta edição, a novidade é a recriação do quotidiano das ferrarias, onde serão visíveis alguns quadros fundamentais como o transporte de minério, a britagem com maço e picalhão, a redução e fundição do ferro e o forjamento do mesmo. Além do ciclo do ferro será retratado um mercado do ferro, onde haverá algumas forjas a trabalhar. Neste espaço não faltarão vendedores e mercadores, a recriação de uma foia e uma estalagem que darão maior vivacidade a este mercado do ferro. Dentro deste tema realizar-se-á também uma procissão que percorrerá o espaço da feira com oferendas a Santa Bárbara, também conhecida como a padroeira dos mineiros. “Pelo Ferro Vivo, pelo Ferro Morro” e “ A Ferro e Fogo” serão os dois espectáculos em destaque, no decorrer na Feira Medieval de Torre de Moncorvo.
Além da faceta mais boémia e lúdica que marcava a época medieval, nesta edição pretende-se dar a conhecer ao público o lado mais obscuro da Idade Média. Assim, serão espalhados pelo burgo gaiolas suspensas de ferro com prisioneiros, que cumprem desta forma a sua sentença pelos crimes cometidos.
À noite com a iluminação reduzida, serão ateados vários queimadores e o burgo viverá na penumbra que marcava esta época. Na viela da destilaria, rua escura e pouco asseada, pairam rameiras, que vendem o seu corpo, e larápios que despojam os transeuntes dos poucos pertences de que ainda dispõem. No bairro dos leprosos serão visíveis alguns doentes de lepra, discriminados e privados do convívio social por serem vistos como sinal de impureza ou pecado.
Destaque também para a participação de cerca de 30 alunos, no dia 31 de Março, de escolas de Zamora, Salamanca, Sendim, Palaçoulo, Miranda do Douro, Vila Nova de Foz Côa, Vinhais, Vimioso, Sabugal e Freixo de
Espada à Cinta, no âmbito do programa “Conociéndonos” do
Agrupamento Territórial Duero-Douro.
Convidamos a população em geral e as pessoas que nos visitam a participar nesta iniciativa, deixando-se levar pelo ambiente vivido dentro das portas desta vila medieval e entrando em plena idade média, fazendo
compras nos mercadores e artesãos existentes, usufruindo das tabernas e locais de repasto e assistindo às várias recriações históricas.

Adicionar comentário