Deslumbre-se pela natureza no concelho de Murça

Com a homologação do Trilho da Sobreira – Casa da Floresta – Porrais e do Trilho do Tinhela, no concelho de Murça, são já seis os percursos pedestres implementados no Vale do Tua, que convidam ao convívio com a natureza e com a biodiversidade mas também à descoberta de todos os encantos, paisagísticos e patrimoniais.

 

 

 

 

 

 

 

Trilho da Sobreira – Casa da Floresta – Porrais

Esta “pequena rota” tem o seu início e fim junto ao painel informativo localizado no cruzamento entre a EN314 e a EM582, num local com vista para a estação de Brunheda. Deste local, pode percorrer-se o Vale do Tua pelas vias fluvial ou ferroviária. O trilho segue ao longo da margem direita do rio Tua até à aldeia de Sobreira e, de seguida, dirige-se ao Miradouro Casa da Floresta. O acesso a este miradouro é feito por uma derivação de 200 metros que vale a pena percorrer pois a paisagem sobre o rio Tua é deslumbrante. De regresso, o trilho segue para a aldeia de Porrais, ao longo da ribeira de Barroco e do ribeiro do Vale de Manhuscal. Em Porrais, o trilho desce e termina no painel informativo.

 

Trilho do Tinhela

Foi também inaugurado o Trilho do Tinhela, que inicia junto ao painel informativo localizado no cruzamento entre a EN314 e a EM582, num local com vista para a estação de Brunheda. Deste local pode percorrer-se o Vale do Tua pelas vias fluvial ou ferroviária. O trilho segue em direcção à aldeia de Porrais, permitindo conhecer a sua Capela, dedicada a Santa Bárbara e a Sociedade Agrícola Quinta de Porrais. Saindo de Porrais, o trilho segue acompanhando a margem esquerda do rio Tinhela até perto da sua foz, passando junto das Termas, indicadas para o tratamento de doenças de pele, reumáticas, respiratórias e do aparelho digestivo. Este trilho está inserido na Microrreserva do Rio Tinhela, onde podem ser apreciados bosques, galerias ripícolas e habitats aquáticos.

 

 

 

O PNRVT tem nos seus planos a criação de percursos pedestres em cada um dos cinco concelhos do Vale do Tua (Alijó, Carrazeda de Ansiães, Mirandela, Murça e Vila Flor).

Até ao momento já foram implementados o Trilho de Santa Catarina (7,4 km), em Mirandela, o Trilho do Vale do Tua (11,3 km), Mirandela e Vila Flor, o Trilho do Tua-Vieiro-Freixiel (22,2 km), Vila Flor, o Trilho de São Lourenço (12,6 Km), em Carrazeda de Ansiães, aos quais se juntam agora Trilho da Sobreira – Casa da Floresta – Porrais e o Trilho do Tinhela, em Murça.

 

A Raízes – Trás-os-Montes e Alto Douro em Revista é um projecto editorial generalista, de âmbito regional, cuja publicação periódica é mensal.

LER MAIS

SIGA A REVISTA RAÍZES NAS REDES SOCIAIS