Revista Raízes - Sempre perto de si.|Quinta-feira, Novembro 23, 2017
Você está aqui: Início » Cultura » Festa dos Reis, uma tradição secular
  • Procure um artigo

Festa dos Reis, uma tradição secular 

REIS 2011 397

No concelho de Mirandela a aldeia de Vale de Salgueiro assinala anualmente de forma muito original o Dia de Reis. Uma tradição popular que se repete todos os anos com o mesmo rigor que a Raízes foi descobrir.

O Dia de Reis também conhecido como a Festa dos Rapazes de Vale de Salgueiro é uma tradição popular muito acarinhada pela população. Não se sabe ao certo a origem desta festa, nem as razões que levaram à sua realização. Em conversa com uma habitante da aldeia, Maria da Graça Garcia, conta-nos que já o seu avô falava nesta festa. “Sempre me lembro desta tradição, já o meu avô contava que os seus antepassados celebravam o Dia de Reis desta forma, com um rei que distribuía tremoços e vinho por toda a população”, conta Maria da Graça, que nos vai adiantar pormenores desta tradição secular. “Na minha família o meu filho e o meu sobrinho já foram reis, foi uma honra para nós e assim é para todas as famílias”, refere.
E afinal o que acontece nos dias 5 e 6 de Janeiro em Vale de Salgueiro? Todos os anos é coroado um Rei, que com a sua família fica incumbido de organizar a festa do ano seguinte.
Os preparativos da festa começam a 25 de Dezembro, dia em que o rei e a sua família colocam os tremoços de molho, que depois vão ser cozidos. Maria da Graça adianta-nos que se cultivava muito tremoço no passado em Vale de Salgueiro. “Penso que é por isso que é o tremoço que é distribuído”, explica.
A família do rei organiza a festa entre o Natal e o Ano Novo, depois dos tremoços é preciso comprar o vinho e também fazer a recolha do ouro pela aldeia. Com esse ouro emprestado é decorada a coroa do rei que pode atingir um valor elevado. Maria da Graça garante que não há medo por parte de quem empresta, mas sim um sentimento de gratidão e orgulho por o rei usar uma peça da família. “É uma honra para as famílias emprestar esse ouro ao rei. A quantidade de ouro que tem a coroa é sinónimo do carinho e respeito que o povo tem por aquele rei e pela sua família”, refere a habitante de Vale Salgueiro.
Cravos vermelhos são usados para decorar a igreja e o Santo Estevão, a ornamentação é da responsabilidade do rei e da sua família.

Reportagem para ler na íntegra na edição impressa.

Adicionar comentário