Revista Raízes - Sempre perto de si.|Segunda-feira, Setembro 25, 2017
Você está aqui: Início » O que se passa em Trás-os-Montes e Alto Douro » Festas de Inverno vão ser candidatas a património imaterial da Unesco
  • Procure um artigo

Festas de Inverno vão ser candidatas a património imaterial da Unesco 

pagina 24 (2)

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Terras de Trás-os-Montes e a Direcção de Regional de Cultura do Norte querem candidatar as festas de Inverno transmontanas a património imaterial da Unesco.
Para já o objectivo é fazer o levantamento das principais festas que atraem cada vez mais à região para que possam avançar com a candidatura.
A proposta foi apresentada pelo director regional da Cultura do Norte no decurso de uma reunião ordinária do conselho intermunicipal, que decorreu na cidade de Miranda do Douro, no distrito de Bragança.
O projecto pretende também incluir o registo dos rituais ligados ao solstício de Inverno na região de fronteira, em que terá ainda a participação de entidades de Castela, em Espanha.
De recordar que Algumas figuras associadas às “tradições ancestrais” do Solstício de Inverno na região transmontana, que tinham caído no esquecimento há um século, estão a ser recuperadas por investigadores da área, apoiados pelas populações e pelas autarquias.
Com um cariz mais pagão, são celebrados rituais em honra dos deuses, do sol à natureza, tudo num espaço único, que é a rua ou a praça pública. São uma atracção turística que tem contribuído para o desenvolvimento cultural da região.

Adicionar comentário