Revista Raízes - Sempre perto de si.|Quinta-feira, Novembro 23, 2017
Você está aqui: Início » Cultura » Gado Asinino é tema do novo livro do escritor João de Deus Rodrigues
  • Procure um artigo

Gado Asinino é tema do novo livro do escritor João de Deus Rodrigues 

Burros - Projecto de Capa - 2

“Burros? Sim, mas só de nome” é um livro de “histórias” sobre o Gado Asinino e também de memórias e afectos, que defende que o burro devia ser considerado Património da Humanidade.

Apesar estar ausente de Trás-os-Montes há 55 anos, João de Deus Rodrigues nunca esquece as suas origens e os valores que lhe foram incutidos pelos seus pais e avós em Morais, concelho de Macedo de Cavaleiros e que inspiram toda a sua obra literária.

A escrita surge na sua vida aos vinte anos, nas margens do Tejo, junto ao Castelo de Almourol, quando cumpria o serviço militar. Foi aí que escreveu os primeiros poemas dedicados à sua mãe. Só aos 60 anos é que decide editar o primeiro livro e a partir daí nunca mais parou e já lançou uma dezena de obras.

“O meu último livro “Burros? Sim, mas só de nome”, é um projecto que esteve na gaveta dez anos. Trata-se de um conjunto de pequenas “histórias” sobre o burro, em particular, e do Gado Asinino, em geral. Nele se apela à defesa do burro. Animal que se encontra em decadência, ele e os seus híbridos, machos e mulas. Ora, sabendo isso, senti-me na obrigação de vir em sua defesa, através deste despretensioso livro, enaltecendo as suas qualidades”, refere o autor à Raízes.

Reportagem para ler na íntegra na edição impressa.

Resposta a Gado Asinino é tema do novo livro do escritor João de Deus Rodrigues

  1. Fernando M.Nogueira Silva

    João de Deus Rodrigues é meu amigo e vizinho. Ainda nem iniciei a leitura desta sua nova edição que aqui tenho na minha frente intitulada ‘ Burros? Sim, mas só de nome! ‘. O único comentário que me assiste é este: o escritor que, à semelhança de Miguel Torga, me prende à leitura desde a minha infância, seja poesia ou prosa, pois tal como costumo dizer da água das nascentes do Gerês, bebo e como as suas palavras. Sabem e fazem muito bem.

     

Adicionar comentário