IPB distinguido com o Prémio Exportador de Ciência

Prémio atribuído no âmbito das comemorações dos 10 anos do RCAAP -Repositórios Científicos de Acesso Aberto de Portugal, reflete o número de downloads efetuados, a partir de origens externas, no repositório Científico da Biblioteca Digital do IPB, que já ultrapassa os 8 milhões.
Em representação do Politécnico Transmontano nestas comemorações esteve Clarisse Pais, Gestora da Biblioteca Digital do IPB, que participou no painel “Estórias da História do RCAAP”, referindo o sucesso que o repositório científico do IPB produz na comunidade internacional. Com mais de 8 milhões de downloads, sobretudo de países como os Estados Unidos, Brasil e China, com quem o Politécnico mantém protocolos de cooperação, o IPB tem atualmente 92% da produção científica em acesso aberto no seu repositório. Uma estratégia de livre acesso às empresas e à sociedade em geral, que potencia a inovação e a ciência.
Também a Professora Isabel Ferreira do Centro de Investigação de Montanha deu o seu testemunho no painel dedicado ao tema “A visão dos utilizadores” com uma intervenção centrada nas vantagens do acesso aberto. Na opinião desta investigadora o acesso aberto aumenta o reconhecimento e o impacto social e económico, gerando, desta forma, mais inovação em produtos, processos e serviços. No entender de Isabel Ferreira a disponibilização livre de artigos científicos, comunicações, relatórios técnicos, teses e documentos de trabalho tem aumentado a eficiência da investigação, uma vez que evita a replicação de estudos e o desperdício de recursos.
A distinção do Instituto Politécnico aconteceu no passado dia 17 de dezembro na Universidade de Coimbra por ocasião do 10.º aniversário do RCAAP, que tem como missão a promoção da adoção do movimento de Acesso Aberto em Portugal.

A Raízes – Trás-os-Montes e Alto Douro em Revista é um projecto editorial generalista, de âmbito regional, cuja publicação periódica é mensal.

LER MAIS

SIGA A REVISTA RAÍZES NAS REDES SOCIAIS