Revista Raízes - Sempre perto de si.|Quinta-feira, Novembro 23, 2017
Você está aqui: Início » Histórias e Lendas » Os mouros e a capela da Senhora de Guadalupe
  • Procure um artigo

Os mouros e a capela da Senhora de Guadalupe 

Rock Nordeste 2016 © Lino Silva-

Perto de Vila Real conta a sabedoria dos mais antigos que a capela de Nossa Senhora de Guadalupe,foi construída da noite para o dia. Embora as probabilidades históricas apontem noutro sentido, o povo acredita que foi obra dos mouros, pois só eles tinham poder e magia para construí-la numa noite. A Raízes conta-lhe a história.

Reza a lenda que a capela de Nossa Senhora de Guadalupe, situada próximo de Vila Real foi construída numa só noite, descobrimos esta lenda no no livro “ Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos e Serpentes” de Alexandre Parafita e fomos saber mais sobre esta história.

Quanto à construção nocturna embora as probabilidades históricas apontem noutro sentido, o povo acredita que foi obra dos mouros, pois só eles tinham poder e magia para construí-la numa noite.

Conta-se que os mouros ao serem derrotados pelos cristãos, e para poderem sobreviver, tiveram de refugiar-se em grutas que haviam construído, previamente nesta zona. Desta forma livravam-se de ser descobertos, aproveitando a noite para saírem. Era também à noite que se dedicavam a apanhar e a trabalhar as pedras para depois construírem o que fosse preciso.

Lembrou-lhes então de construírem uma capela, quando tinham as pedras prontas e devidamente numeradas, e porque não podiam andar mais de uma noite a construir o que quer que fosse, de contrário seriam descobertos, escolheram uma noite de Inverno por ser mais comprida, depois foram lá e, de uma assentada, ergueram a capela, segundo os populares.

 

Imagens diabólicas ainda hoje visíveis

Numa visita à capela da Senhora de Guadalupe podemos ver no seu exterior uma quantidade de imagens provocatórias que sempre foram motivo de espanto e desassossego para o povo. Fazendo uma volta à capela podem ver-se figuras de pessoas com orelhas de animais, outras com a língua de fora e a fazer caretas, figuras exibindo partes sexuais, entre outras coisas menos simpáticas. Este é um dos motivos que também distingue esta capela das outras que existem na região.

Artigo para ler na íntegra na edição impressa.

Fotos: Lino Silva

Adicionar comentário