Pela Rota da Amendoeira

Chegou a Primavera e o espectáculo da natureza está montado. Agarre na mochila e venha descobrir as cores desta estação em Trás-os-Montes precisamente em Torre de Moncorvo, onde as amendoeiras em flor pintam os vales nesta altura.

 

O espectáculo da Natureza

Caminhar com vista para o manto branco dos amendoais é a nossa proposta. Conheça os pontos de interesse desta rota da amendoeira e parta à descoberta desta beleza natural.

 

A Rota das Amendoeiras é um percurso pedestre que se distingue pelas paisagens de amendoais que, durante os meses de Fevereiro e Março, se cobrem de um manto branco e rosado digno de admiração.

Destaque também para as paisagens sobre o Rio Douro e Serra do Roboredo, esta última bastante invulgar e desconhecida da maior parte da população do concelho.

O percurso percorre caminhos usados nas lides agrícolas da população, onde se destacam vários pontos de interesse entre eles a antiga escola primária, Igreja Matriz, Capela de Santa Bárbara, Capela Divino Espírito Santo, Fontalém, Ermida de Nossa senhora da Teixeira e Capela de Santa Marinha

 

Localização: Açoreira, Torre de Moncorvo

Tipo: circular

Extensão: 9,5 Km

Duração média a pé: 02h45

Dificuldade: Média

Âmbito: Desportivo, Cultural e Ambiental

Época Aconselhada: Primavera

 

 

PONTOS DE INTERESSE

Escola Primária – a antiga escola primária da Açoreira agora desativada, foi inaugurada em 1960.

 

Igreja Matriz – datada do Séc. XV, a Igreja Matriz de Açoreira encontra-se agora em obras de requalificação.

 

Capela de Santa Bárbara – situada no largo da rua Além, a Capela de Santa Bárbara é constituída por um altar-mor em estilo barroco, sendo uma das mais antigas da freguesia. Dedicada à santa protectora das trovoadas, tem ainda S. Pedro e S. Paulo. É construída em xisto, pedra muito comum na aldeia. Serviu muitas vezes de alternativa à Igreja Matriz.

 

Capela do Divino Espírito Santo – Uma vez por ano, no Domingo respectivo, celebra-se aqui a missa dominical.

 

Fontalém – fonte de água muito apreciada e local de lavadouro. Era aqui, que as mulheres lavavam as roupas e os namorados vinham passear nas tardes de Domingo.

 

A Serra do Roboredo – serve de contraforte à aldeia da Açoreira e é o berço do ferro de Moncorvo.

 

Amendoeiras – local onde se concentram grande amendoais e que proporcionam magníficas paisagens, nos meses de Fevereiro e Março, quando as amendoeiras estão em flor.

Ermida de Nossa Senhora da Teixeira – pequena igreja de peregrinação quinhentista, em que se destacam as pinturais murais que revestem o seu interior e a cobertura interior do alpendre.

 

Capela de Santa Marinha – Capela de planta retangular, de gosto simples. De salientar as pinturas murais no interior, do séc. XVI, conservando-se um painel atrás do altar-mor. Aqui se celebra a tradição de se desfazerem os folares na Segunda-feira da Pascoela.

 

Por Joana Martins Gonçalves

A Raízes – Trás-os-Montes e Alto Douro em Revista é um projecto editorial generalista, de âmbito regional, cuja publicação periódica é mensal.

LER MAIS

SIGA A REVISTA RAÍZES NAS REDES SOCIAIS