Revista Raízes - Sempre perto de si.|Quinta-feira, Novembro 23, 2017
Você está aqui: Início » Transmontanos Mundo Fora » Rota dos Cavaleiros de Malta
  • Procure um artigo

Rota dos Cavaleiros de Malta 

IMG_0068

Mergulhe na história da Ordem dos Cavaleiros de Malta, uma ordem senhorial hospitalária que ajudava pessoas necessitadas de cuidados médicos independentemente da sua religião ou etnia. Deixaram vestígios da sua presença em toda a região transmontana em capelas e santuários. Nesta edição percorremos o Caminho dos Marcos.

Ao percorrer os itinerários da Rota dos Cavaleiros de Malta recuamos no tempo, esta rota transporta-nos à descoberta do tempo da formação do território nacional. Pelo Nordeste Transmontano, mais precisamente pelos concelhos de Mirandela, Macedo de Cavaleiros e Vimioso encontramos sinais da presença dos cavaleiros de malta, vestígios evidentes deixados na demarcação de uma propriedade nas pedras de um castelo, nas paredes de uma igreja ou em algumas pinturas de um quadro.
E iniciamos a nossa viagem, começamos o percurso em Mirandela junto à ponte Medieval, também conhecida como ponte velha, onde a circulação é pedonal. A data de construção é desconhecida mas sabe-se que foi utilizada pelos freires e mandatários da Ordem de São João do Hospital sempre que precisavam de fiscalizar o governo ou o estado das suas igrejas. Sem certezas pensa-se que neste local tenha existido uma outra ponte romana. Mas o que é certo é que neste ponto do rio Tua os freires da Ordem de São João Batista de Jerusalém que viessem dos lados do Castelo de Algoso tinham a vida facilitada para se dirigirem ao Mosteiro de Leça do Balio, sua primeira sede, ou para efectuarem as suas visitas às propriedades que possuíam em ambas as margens do rio. A ponte medieval de Mirandela era mais longa naqueles tempos, assentava em vinte arcos desiguais e o chão era de lajes. O alcatrão veio décadas mais tarde. Hoje em dia é um ponto central da Cidade do Tua, na zona envolvente são várias as actividades como pesca desportiva, passeios de barco ou de gaivota, jet-sky ou canoagem. Um passeio pela ponte medieval de Mirandela e pelos jardins envolventes são outra sugestão.

Adicionar comentário