Revista Raízes - Sempre perto de si.|Terça-feira, Setembro 19, 2017
Você está aqui: Início » Tema Especial » Visita guiada ao Parque Biológico de Vinhais
  • Procure um artigo

Visita guiada ao Parque Biológico de Vinhais 

Pbv

A apenas dois quilómetros do centro da Vila de Vinhais em pleno Parque Natural de Montesinho encontra-se o Parque Biológico de Vinhais. Este parque mostra a natureza no seu estado mais puro.
Um espaço com cinco hectares que tem bungalows devidamente equipados e colocados em redor de uma piscina biológica. Dá ainda a possibilidade de ver javalis, veados e corços, vacas e bois, ovelhas ou cabras e ficar a saber mais sobre cogumelos.

O Parque Biológico de Vinhais e toda a área que o envolve têm muito para oferecer. A começar pelo pólo principal. Aqui pode-se desfrutar de um leque diversificado de raças autóctones existentes na região bem como de uma riquíssima variedade de vegetação. A vegetação da área envolvente é dominada pelos bosques de carvalhais, presentes em grande parte do território.
Há várias formas de descobrir tudo aquilo que o parque e a sua envolvente oferecem. Pode fazê-lo a pé, desfrutando o percurso ao ritmo de cada um. Os mais aventureiros podem fazê-lo de bicicleta pois o parque tem vários pólos. Irá deparar-se ao longo de todo o caminho, com uma vegetação muito diversificada e uma geologia de carácter muito particular.
Estando situado em pleno Parque Natural de Montesinho, podem descobrir-se uma série de espécies de vertebrados de aves e de mamíferos como por exemplo, o lobo. Os polos complementares (Charca da Vidoeira, Barragem de Prada e Polo da Ciradelha) são ricos em espécies nocturnas. Porque não o visitante munir-se de uma lanterna e, confortavelmente, a partir dos observatórios, lançar-se à descoberta das diversas espécies que rondam estes polos e que procuram os lagos para beber? É, seguramente, uma boa oportunidade!
No Parque Biológico de Vinhais há muito mais que cada um pode descobrir por si mesmo, experimente e lance-se à aventura!

Reportagem para ler na íntegra na edição impressa.

Adicionar comentário